Dicas para escolher o óleo de motor correto

Quem nunca escutou o frentista perguntando se ele poderia dar uma olhadinha no óleo do carro? Quando se trata do funcionamento eficiente do seu veículo, poucas coisas são tão importantes quanto o óleo do motor. Ele é responsável por lubrificar as partes internas do motor, reduzindo o atrito e garantindo um desempenho suave. Contudo, com tantas opções disponíveis no mercado, escolher o óleo de motor correto pode ser uma tarefa desafiadora. 

Por isso, vamos explorar neste artigo os diferentes tipos de óleo, como escolher o mais adequado para o seu carro e quando é hora de trocá-lo.

Tipos de óleo

Existem vários tipos de óleo de motor disponíveis, cada um com suas características específicas. Aqui estão os três principais tipos:

Óleo Sintético: Fabricado em laboratório, o óleo sintético é projetado para resistir a longas distâncias. Ele é ideal para carros mais novos ou com alto desempenho, oferecendo proteção de alta qualidade às peças internas do motor. Mas lembre-se, é importante verificar se o seu carro é compatível com esse tipo de óleo.

Óleo Mineral: Derivado do petróleo, o óleo mineral é uma opção mais econômica. Em contrapartida, tem uma durabilidade menor em comparação com o sintético. Ele se adequa a veículos mais antigos que requerem trocas de óleo mais frequentes.

Óleo Semissintético: Uma mistura equilibrada de óleo sintético e mineral, o óleo semissintético combina as vantagens de ambos os tipos. É uma escolha popular para motores que exigem a fluidez do óleo sintético e a aderência do óleo mineral.

Como saber qual é o óleo de motor correto para seu carro?

As informações sobre o óleo de motor correto para o seu carro estão no manual do proprietário. É importante prestar atenção à especificação do líquido, como mineral, sintético ou semissintético, e às siglas presentes na embalagem, como SAE (Sociedade de Engenheiros Automotivos) e API (Instituto Americano de Petróleo), que indicam os níveis de desempenho e viscosidade do óleo.

A sigla SAE indica os testes de viscosidade do óleo, com a viscosidade sendo a resistência ao escoamento. A medição é exibida em duas escalas na embalagem: uma de baixa temperatura, de 0W a 25W, onde o “W” se refere a “winter” (inverno em inglês), e outra de alta temperatura, de 8 a 60. 

O primeiro número indica a viscosidade na partida com o motor em temperatura ambiente, sendo que quanto menor esse número, menor será o esforço do motor ao dar a primeira partida. Já o segundo número representa a viscosidade na partida com o motor em temperaturas mais altas, sendo que quanto maior esse número, maior será a viscosidade quando o óleo está em altas temperaturas. 

Se você se preocupa em garantir um desempenho ideal do motor, estar atento ao tipo de óleo específico para o carro é essencial. 

Quando é a hora certa de trocar o óleo do motor?

Normalmente, os fabricantes de automóveis recomendam a troca do óleo seguindo a quilometragem percorrida ou o tempo, o que ocorrer primeiro. A indicação geralmente é que a troca seja feita a cada 3,000 miles (4,800 km) aproximadamente. É aí que entra aquela conferida que o frentista do posto se oferece para fazer, pois verificar a vareta de óleo pode indicar sinais importantes. Ou seja, é importante ficar atento a sinais como cor e consistência do óleo, que podem indicar a necessidade de troca. Um óleo em boas condições deve ter uma coloração amarelo-esverdeada, indicando sua eficácia na lubrificação do motor. 

No entanto, com o tempo, a cor do óleo pode mudar para marrom ou preto devido ao acúmulo de partículas provenientes da combustão. Essas partículas podem aderir à substância do óleo, resultando em uma coloração mais escura e indicando o desgaste do óleo. Além disso, outros sinais de que o óleo precisa ser trocado incluem aumento do consumo de combustível, perda de potência do motor e ruídos incomuns durante a operação do veículo.

Troca de óleo em dia = menos dores de cabeça 

Escolher o óleo de motor correto e realizar trocas regulares são partes essenciais da manutenção do seu veículo. Com as informações certas e cuidados adequados, você pode garantir um desempenho confiável e prolongar a vida útil do seu motor. Se tiver dúvidas sobre qual óleo é o melhor para o seu carro, consulte um profissional qualificado para orientação adicional.

E não se esqueça de que a DSC tem o mais variado estoque de peças automotivas de reposição para realizar o reparo ou manutenção preventiva do seu carro sem dor de cabeça. 

Conheça nosso portfólio. 

Posts relacionados

A importância dos filtros de ar e óleo

Como o clima pode afetar a manutenção do seu veículo

Dicas de como cuidar do sistema de freios do seu carro